ITAIPU BINACIONAL – RELATÓRIO SUSTENTABILIDADE 2018

A Green Domus foi a consultoria que colaborou na produção do Relatório de Sustentabilidade 2018 da Itaipu Binacional adequando todas as informações no padrão Standards Global Initiative (GRI), principal ferramenta mundial de relato de práticas de sustentabilidade! 🌍 Com o intuito de aperfeiçoar o processo de gestão do desempenho em sustentabilidade, a 16ª edição do Relatório…

Para se opor a Trump, os cientistas têm de ser políticos, diz pesquisador

Passaram-se poucos dias desde que Donald Trump assumiu a Presidência dos Estados Unidos, na última sexta-feira (20) – tempo o suficiente para deixar apreensiva a comunidade científica do país. No espaço de uma semana, o novo mandatário apagou menções ao aquecimento global de sites ligados à administração federal; determinou que todo dado produzido pela Agência…

O clima por um fio

  A forte chuva em Marrakesh, ao pé do deserto do Saara, no domingo que antecedeu o início da COP 22 (Cimeira do Clima das Nações Unidas), não só foi um indicador da mudança climática, mas também um prenúncio do que viria. O início da conferência foi regado a otimismo. Delegados de todos os países,…

Quem foi Arrhenius?

Svante August Arrhenius (1859 – 1927)  foi um cientista Sueco que ficou conhecido por ter recebido o  Nobel de Química de 1903, em reconhecimento de sua teoria da dissociação eletrolítica. O que menos gente sabe é que Arrhenius foi o primeiro cientista a identificar o potencial de aquecimento global. Ele percebeu que alguns gases: CO2,…

O que o resultado do referendo do Reino Unido tem a ver com sustentabilidade?

Muito se fala sobre sustentabilidade, mas a essência da tal sustentabilidade é uma só: engajar e manter atendidos os diferentes grupos de interesse de forma a conhecer e equilibrar os riscos e oportunidades sociais adequadamente. A exemplo da última eleição brasileira, o referendo do Reino Unido foi decidido por uma margem de aproximadamente 2% pela saída…

Entendendo os Resultados da Negociação do Clima -COP-21

Posição dos países em desenvolvimento Deve-se ter em mente a responsabilidade diferenciada no combate ao aquecimento global, pois um acordo global não é possível sem que os maiores emissores históricos, leiam-se países desenvolvidos, não assumam tal responsabilidade de forma a liderar esforços e investimentos para um futuro de baixo carbono. Outra forma não seria justa…