O sucesso da agenda de combate e adaptação às mudanças climáticas está diretamente ligado aos Municípios.

Aproximadamente 70% das emissões de energia do Planeta tem origem nas cidades.  O Acordo de Paris, instrumento pelo qual os países assumiram compromissos de redução de emissões requerem ações de mensuração e mitigação das atividades econômicas, cujo controle é muito mais próximo das autoridades municipais do que federais. Por último, as mudanças climáticas já geram impactos às sociedades e o primeiro nível para gestão de emergências e necessidades de adaptação também se relacionam à capacidade das municipalidades de responder, ainda que possam ter apoio de outras esferas.

Assim, o sucesso da agenda de combate e adaptação às mudanças climáticas está diretamente ligado aos Municípios.

Existem já diversas iniciativas que congregam municipalidades em torno da agenda climática sendo que a base para uma ação dimensionada com clareza de objetivos, recursos e gestão pública são o conhecimento do perfil de emissões que se dá pela elaboração do inventário de emissões de gases de efeito estufa (GEE) do município.

Um inventário de qualidade é a base de informação para definição de metas, compromissos de mitigação e instumentos de precificação de carbono dequalquer programa bem-sucedido de combate às mudanças climáticas.

A Green Domus oferece, entre outros serviços especializados, o inventário de emissões de municípios segundo a metodologia GPC – Global Protocol for Community-Scale Greenhouse Gases Emission Inventories.

+ Consultoria